Livros de Contos

Escrevo agora é um livro de contos rápidos. Velocidades com obstáculos que tratam de assuntos diversos.

Surgiu do blog para anunciar formas em movimentos que dinamizam as personagens.

Nivaldo é uma proposta de um mesmo ser vários. Se alguém é chamado de Ni também pode ser chamado de Valdo, entre outros apelidos que se incorporam a um modo de ser. A ser cômico, e de alegria pertinaz, de uma fonte inesgotável de travessuras. Penso muito em Cleonice. Quanto essa companheira fantástica pode vir a ser um outro livro de contos heteronímicos. Mas para que isso aconteça, penso assim, Nivaldo deve cumprir o seu papel. Se ele realmente se apresentar, claro, Cleonice será o próximo. Confesso que comecei a esboçar essa potência que ela é. Andei passeando para conhecer suas várias feições dentro de uma mesma proposta. Mas é necessário a paciência e aguardar.

Tigre teve a surpresa de colecionadores de pedaços de jornal. Devo isso a Charles, um editor diferente, desses que não fofocas, do tipo que atua, põe em marcha um projeto. Foi uma promessa de escrever quatro contos curtos com temas aberrantes em espaço de uma hora e meia no dia marcado para a entrega dos materiais. Fiz isso. Não sei se faria novamente. Foi copiado, usado em filme, apresentado um e outro conto.