Tapete das certezas

Tapete

Ao fim o campo humano

devastado

Entre árvores 

a memória

larga seiva das intempéries

remoinho

Imagem de sortilégios

a escrita das sombras aglutinadas

Vejo os sólidos

isósceles ali plantado

terreno dos descampados

frágil textura do passado

não é daqui o que está lá

uma rede falta

cheia de vertigens

onde cortinas fecham

e se debatem as ruas

Deixe uma resposta